Gentileza gera gentileza

Quando eu era da 5ª/6ª série a turma tinha uma disciplina chamada “Educação para o lar” … A professora nos ensinava a arrumar a mesa (aos homens também, que fique claro), dobrar lençóis… que menino fala “obrigado” e menina “obrigada”… lembro também no dia que nos ensinou a escrever bilhetes, e que nunca poderíamos escrever cartas pessoais com caneta vermelha ou verde. Com licença, por favor, desculpa, obrigado/a eram palavras obrigatórias. Enfim, o tempo foi passando, e estudiosos chegaram à conclusão que aquilo era ultrajante à educação, e aboliram a disciplina.

Este ano foi preciso criar um projeto na escola chamado “Gentileza gera gentileza”, na esperança de conscientizar aos alunos. O professor vai ter que incorporar esse projeto no seu planejamento, porque o maior problema enfrentado nessa relação do aluno com a escola é a falta de educação que deveria vir do lar.

E nem vou ganhar um extra por isso.

Tomô?

Troféu Imprensa

Hoje alguns professores na minha escola receberam um presente por sua característica marcante como professor. Recebeu o professor mais simpático, o mais organizado, o mais corajoso…também o mais feliz, o mais bonito, o mais amoroso etc.

O meu foi por ser a professora mais inteligente.

Acuma?

Tsc… COMASSIM não a mais bonita???