Quem você deletou recentemente dos seus contatos?

#UmaPerguntaPorDia #Diário #Rascunhos

Bem, gente… O último contato que deletei foi um francês que conheci (na França? não) num app para quem deseja aprender/praticar outras línguas. Já tentei lembrar o nome, mas… minha cabeça é como? Isso. Não lembro. Mas, funciona assim: você se cadastra no app e busca quem quer conversar numa determinada língua. Faz parte do seu perfil qual idioma quer aprender e, talvez, aquele que também possa ensinar. No meu caso, queria alguém para me ajudar no Inglês. Apareceu um francês (Oui!), que, por coincidência, também procurava alguém para lhe ajudar no Português. Ok.

Falamos pouco, porque, né? Não conseguia um contexto para dizer “Put the gun down!”. Então, a conversa virava um monólogo depois do “I´m fine, thanks”. Muito ruinzinha. O fuso horário também não ajudava… Daí que ele me deu seu telefone para adicionar no Whatsapp. Pensei, pensei e não vi problema algum em adicioná-lo. Afinal, se fosse psicopata, estava lá da casa do %$#@#$. Ou não. Mas, como o telefone era de fora, não consegui imaginar uma rede sinistra de algo, tipo, sinistro.

Desinstalei o app, e até que tentei manter contato com o francês, mas… Fiquei com preguiça (oi?). Daí que, esses dias recebi uma notificação do Whatsapp avisando que eu estava num novo grupo. Porra, NOVO GRUPO. Mais 432 mensagens de bom dia, pensei. BUT (meu inglês profissional), veja bem, o suposto grupo, que me deixaria com ódio ao amanhecer, se chamava: “BRAZIL SEXY”.

(Print do meu Whatsapp)

Well, well, well…

Apesar de já saber do que se tratava, me fiz de doida para ver no que ia dar. Até que alguém disse, muito feliz (e salivando) que era um grupo de amizades e sacanagens. Bem, saí do grupo assim que me dei conta de que quanto mais eu ficasse ali, mais meu telefone ficaria exposto. Mas, mesmo assim ainda recebi duas tentativas de chamada de voz e vídeo.

Na mesma hora lembrei do francês. Ele não estava no grupo, mas… era a única explicação. Então o deletei e bloqueei. No entanto, depois pensei no app também. Não lembro (eu sou ótima) se é daqueles apps que pede o número de telefone para mandar mensagem e confirmar se você é você. É possível… A gente quase que faz isso toda hora.

Enfim, estou contando a história agora que estou tranquila, e não quis fazer um texto reflexivo sobre o problema. Sim, porque É UM PROBLEMA. Tentei relembrar as poucas palavras com o francês, e ABSOLUTAMENTE NADA foi tendencioso. Minha foto não é sugestiva. E no entanto, de repente, estou num grupo de sexo com brasileiras. Acho até que o app pode ser duvidoso, e, no fundo, seja para isso mesmo. Então, mesmo que eu não lembre o nome, fica o alerta. A gente se cadastra em tudo quanto é lugar, tudo quanto é teste, e… sei lá como nossos dados circulam por aí. “Podemos acessar seus dados? Não se preocupe, é sigiloso.” é o novo “só vou meter a cabecinha”.

Achei humilhante, e na hora conversei com uma amiga, que também ficou indignada. Há muitas questões discutíveis ao fato de ser adicionada, sem ser consultada, num grupo de “amizade e sacanagem”: MULHER. SEXO. BRASILEIRAS. E as ramificações.

As formas de agressão parecem que só evoluem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star