Tudo que a gente resiste, persiste

Ah, cara… Sei lá, sabe? Sei lá a confusão que é meu coração… Se já não me bastasse a cabeça. Acho injusto quando a vida nos leva em direção ao que a gente não quer, apesar de algumas adoráveis e inusitadas surpresas no meio do caminho. Raras até.

Você sabe o quanto sou instável… O quanto meu humor muda de cor… toda hora, o tempo todo, de uma hora para outra.

É injusto acordar pensando em você, sabe? Porra! Com tanta coisa na minha cabeça… Com todo meu cansaço… Com todos os problemas…eu ainda acordo, e ainda não sei a resposta do porquê você não está bem ali do meu lado. A lógica eu sei, mas nenhuma resposta é o suficiente para explicar ao meu coração o azul do céu.

Me IRRITA querer te escrever cartas de amor! Como assim te-escrever-cartas-de-amor??? Me IRRITA não querer mais escrever em lugar algum, porque toda palavra que quero dizer é para você! Me IRRITA o fato de nada mais me inspirar! Me IRRITA o fato da minha inspiração ser você! Logo você! Você que não entende mais UMA palavra que eu digo. Não vou ficar te dando meu coração pra você me agradecer depois, dizer que o modelo é lindo e botar na sua estante com todos os outros que você coleciona!

Eu e minhas crises… você é um estúpido!

Tudo que eu podia já escondi de você. O meu amor, a minha raiva, o meu choro, a minha tristeza, e a minha enorme frustração. Escondi de você e de mim, porque preciso acreditar que eu tô seguindo em frente e feliz! Mas sabe a saudade? Quando você vê a saudade que sinto é porque ela transborda, e eu enlouqueço, porque essa é a única coisa na vida que não consigo te esconder!

Tsc, você é um idiota!

E da próxima vez que brigar comigo porque não me entende, te compro algum livro de Freud, porque esses aí que você anda lendo deve estar escrito em alguma língua que não é a minha!

SEU INSENSÍVEL!

29 replies to “Tudo que a gente resiste, persiste

  1. Ando desesperada!
    Terminei algum tempo já…e o pior é que eu continuo pensando nele numa intensidade que aumenta a cada dia. Fui traída da maneira mais triste possível, e luto com todas as minhas forças para esquecê-lo, mas mesmo assim não consigo. Estou meio depressiva, baixo astral, minhas notas na faculdade estão indo por água à baixo, parece que tudo desandou para mim com o término. Procuro sair…conhecer outras pessoas, mas parece que ninguém é interessante o suficiente para começar qualquer coisa. Sinceramente…não sei mais o que faço para esquecer esse idiota!

    Parabéns pelo blog. Belos textos…me identifiquei bastante!
    Abraço…

  2. Já ouviu falar no “The Secret”??? Ora pois… Atraímos aquilo que queremos (oba!), mas também o que não desejamos, infelizmente… =(
    Quanto mais tentamos afastar pensamentos, com mais intensidade eles surgem… Já passei pela situação descrita… Acho q ainda passo… Por mais que eu tente me convencer de que a melhor coisa que eu fiz foi sumir da vida daquele traste (ah! idiota tb!), elimando qq forma de contato, caio na real: o contato maior ainda insiste, persiste… O sentimento… Ô coraçãozinho burro da p****, viu???

    O que fazer pra mudar isso? Gostar mais de si? Amar-se incondicionalmente acima de tudo? Colocar na cabeça e no coração que o perdedor foi ele? Ah, sei lá!!! =/

    Adorei a entrevista no Jô!

    Bjs!

  3. Estou passando exatamente por isto. Eu não quero mas ele não sai da minha cabeça. Perfeita a parte do ficar triste ao acordar porque ele não está ali do seu lado. Mas eu também fico triste quando vou dormir porque foi mais um dia sem ele…

  4. Oiiiiiiiiiii
    Bom, sobre o texto nem preciso dizer que é um espetáculo né????
    Adorei…como sempre me identifico bastante com algumas coisas. A única coisa é que agora estou bem mais tranquila com o coração. A falta de amor tem me deixado zen…to adorando essa sensação de estar em paz comigo mesma.

    E parabéns pela entrevista no Jô. Fiquei lá acordadona só pra te ver.
    Tava liiiiiiiiiinda :p

    Beijos e beijos ;)

    ps: até gravei pra poder ver vcs de vez em quando….

  5. Fiquei tão emocionada quando vi que as meninas do muléburra iam no Jô…
    tava morrendo de sono só que dai lembrei ” a dani do le-ri-bi escreve pro muléburra” nossa, fiquei acordada só pra te ver
    hahahahhaa *-*

    Foi tudo xD

    :*

  6. Oi!!!

    Como meu blog deu pane, sumi por um tempo. Mas agora estou com um novo.

    Bem o que dizer sobre os homens… Acho que todas já foram ditas. E ainda parecem insuficientes!!!

    Estou com muita raiva da falta de sensibilidade dos homens. Da falta de capacidade de ouvir, de dar atenção… Sim, tambéstou com raiva de um ser assim.

    O fato é que você arrasou no Jô. Toda chique e bonita!!! E é isso o que importa!

    Gravou? Marina tem que ver quando crescer!

    Beijos

  7. velho isso é tudo que eu preciso dizer a uma pessoa.
    é tudo que eu sinto aqui dentro.
    [:o]
    vc é f… (no bom sentido, é claro.)

  8. “Quando você vê a saudade que sinto é porque ela transborda, e eu enlouqueço, porque essa é a única coisa na vida que não consigo te esconder!”

    que dureza! (toma um dreher! – não sei se escreve assim rs…)

    também estou assim! :\

    bjs

  9. Éhhhh…Eu tb ME IRRITO assim tdos os dias Dani, ñ se preocupe q ñ é só vc…Comigo é EXATAMENTE assim, s/ mais nem menos…hiauhauihaihaih…

    Seguiremos na fé..de que um dia essa IRRITAÇÃO ñ exista mais e q tudo se torne INDIFERENTE, como eles são c/ a gente sempre: INDIFERENTES…

    E boa sorte 4f! Se cuida!!

  10. Olá Danielle. Fuçando pela net vim parar aki, no seu cantinho! rs E sabe.. gostei rs Então resolvi comentar. Até pq.. tb conheço um idiota! rs Aliás, tenho um insensível na minha vida. Na verdade, eu seleciono, seleciono e.. acabo caindo na mesma situação. Aff, enfim.. é bom desabafar. Receba meu carinho. Saudações da Pétala.

  11. Poxa Dani, fica assim não, os homens nunca nos entendem, eles tem é que nos aceitar. Tente uma conversa, é o melhor nesses casos. Fica bem e beijo em vc e na Mari. bjs *)

  12. Amei esse post!
    Sempre leio seu blog… sempre adoro!
    E esse foi um dos meus preferidos até hoje.
    Você é ótima!!
    Um abraço!

  13. Dani, amigaummm… lamento que você esteja passando por um momento assim, mas é isso mesmo, coloca pra fora! Adorei a franqueza do seu texto – é o tipo de carta que eu queria ter escrito uns anos atrás… Coloca a boca no trombone mesmo! E fica bem, você é uma pecinha rara :) Você vai no Jô, amigaummm!!!

    Beijos grandes!

  14. que inspirador esse desabafo, viu???? Eu tb me irrito horrores qdo não consigo deixar de sentir/agir/pensar/falar/não falar de modo que me sinta uma idiota depois. tsc

    (e isso nem consola né? m-e-r-d-a!!!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star