Ora, ora… Juro que estou há dias pensando em dar…

Ora, ora…
Juro que estou há dias pensando em dar algum sinal de vida aqui no blog, mas confesso que com o pouquíssimo tempo que tenho livre só penso em ficar parada olhando para o nada ou dormindo.

Uma vez li em algum lugar (ou ouvi), que quando nasce uma criança, também nasce uma mãe. Para falar a verdade eu ainda não tive tempo de saber quem eu sou, de onde venho, para aonde vou… Eu só sei que há uma certidão de nascimento guardada com meus documentos, e nele ta escrito que o nome da mãe é o meu!!! Na prática eu teria mil histórias sobre a minha falta de jeito e de como tudo anda tão diferente, mas a mudança maior nisso tudo não é “apenas” a minha rotina, mas sim todo turbilhão de sentimentos que envolve essa nova fase, esse novo eu.

Apesar dessa ser a minha realidade, não quero fazer desse blog um diário de uma mãe-de-primeira-viagem, e para que isso não aconteça preciso saber onde me encontro. A verdade é que ando me descobrindo… Meus valores mudaram. Não se trata do meu humor, como foi durante a gravidez. Hoje, tudo perdeu o sentido, e a sensação que tenho é que toda minha vida anterior ficou para trás.

Minha mãe me disse que mudei muito, que nem ela imaginava que eu seria tão responsável. Na verdade eu sou responsável…o que eu não gosto é de ter responsabilidades… E agora isso não é mais uma opção.

Os dias que antecederam o parto foram dias difíceis em todos os sentidos… O que me fez pensar muito na minha vida. Eu tinha certeza de que tudo mudaria independente da minha vontade. Aliás, eu sempre usei muito o discurso que toda nossa vida é feita de escolhas…ainda concordo com isso, mas hoje também sei que há momentos que acontecem, e a vida toma rumos involuntários. Não escolhi ser mãe… Foi conseqüência de uma escolha inconseqüente.

Hoje olho para minha filha, e percebo que a minha antiga falta de responsabilidade era justamente a falta de sentido que tinha a minha vida. Não, eu não era uma pessoa depressiva…eu apenas queria saber só de mim. Hoje olho minha mãe diferente. Hoje percebo Deus diferente.

Que fique claro que não virei nenhuma pessoa maravilhosa e nem vou ser canonizada com a visita do papa…continuo morrendo de vontade de mandar todo mundo se %$#$%$#…a diferença é que hoje em dia não mando mais velhinhos e crianças.

Bom, mas deixa eu ir lá…preciso dormir. Beijo pra vcs…

Juro que tentarei não transformar meus textos em fraldas e mamadeiras…Só me dêem um pouquinho de tempo. ;-)

Inté mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star