Ahhh, a gravidez…

Poizé. Estamos em contagem regressiva… Marina nasce mês que vem, e eu, sinceramente, não vejo a hora.

Tive várias fases… O susto da notícia, os enjôos nos primeiros meses… A fase de adoecer sem poder tratar e só controlar com remédio para dor de cabeça e febre… A fase mais nervosa, a mais calma, as oscilações constante de humor…

Bom, só que esses últimos meses definitivamente têm sido os piores.
Engordei 15 kg até agora. Isso mesmo. Estou enorme de gorda. Os pés estão inchados, o rosto redondo, ando remando, soando bicas… Tenho dificuldades pra sentar, deitar, levantar… As costas doem, os joelhos doem, as costelas doem… Já é difícil achar posição para dormir, e quando acho, 15 minutos depois tenho que levantar para fazer xixi… Nenhuma roupa dá em mim… Sentada eu pareço um Buda (juro!) e se usar branco, me levam pra ala das baianas na Sapucaí.

Sim, dá vontade de chorar. Estou física e emocionalmente cansada. MUITO cansada.

Nunca fui muito vaidosa… Digo, nada além do normal. Não sou o tipo de pessoa preocupada com marcas, e não tenho a menor preocupação em usar Havaianas… Mas eu nunca senti tanta falta em usar minhas roupas, de pintar o cabelo normalmente ou o simples ato de sentar e cruzar as pernas.

Aliás, eu preciso dizer que não vejo a minha periquita já tem um tempo? Comentário desnecessário, né? Mas, acreditem: é deprimente!

É…todo mundo me chama de linda. Eu, com uma calça que parece um saco amarrado (sim, porque até elástico está me apertando); uma blusinha que parece ter sido usada por aquela tia balofa; uma sandália rasteira apertada por causa dos pés inchados; o cabelo preso, porque já não tenho paciência para cuidar; e andando que nem um pingüim… É, realmente estou uma gracinha. Todo mundo olha para mim na rua, e faço o maior sucesso. Nunca fui tão assediada… Os velhinhos, mulheres e crianças me adoram.

Definitivamente, estar grávida é uma benção, é um momento divino, e a Marininha está sendo aguardada como o maior presente de Deus na minha vida… mas eu não vejo a hora de voltar a usar aquela calça jeans, pintar o cabelo, usar salto (mesmo aquele pequenininho, please!!!), passar em frente a uma obra e ouvir os peões mexendo!!!!!

Bom, tenho que parar de escrever, porque minhas costas já estão doendo.
(ai)

Beijos, queridos.

Ps: Cazuza disse que só as mães são felizes… Mas só Jesus nos salva, né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star